...para o geógrafo, considerar o clima como sendo resultado de uma média é transformá-lo em uma generalização.


ERCÍLIA TORRES STEINKE
CLIMATOLOGIA FÁCIL (2012)

Quando o juazeiro flora, em novembro, é sinal de inverno tardio.


JOSÉ ERASMO BARREIRA
SERTANEJO DE 67 ANOS DE QUIXADÁ
PROFETA DO CLIMA

...A intensidade de urbanização, expressa em termos de espaço físico construído, altera significativamente o clima.


MAGDA ADELAIDE LOMBARDO
ILHA DE CALOR NAS METRÓPOLES: O EXEMPLO DE SÃO PAULO (1985)

...o ambiente atmosférico é corresponsável na diversificação espacial do complexo geográfico..


WALTER CECILIO BRINO
CONTRIBUIÇÕES À DEFINIÇÃO CLIMÁTICA DA BACIA DO RIO CORUMBATAÍ...(1973)

...Quando um estreito frio, ou que ameaçava chuva, elas davam anúncio, uma dor surda, mas bem penosa, e umas pontadas.


JOÃO GUIMARÃES ROSA
TRECHO DO ROMANCE NOITES DO SERTÃO

O tratamento do clima urbano, como um dos componentes da qualidade ambiente, não poderá ser considerado insignificante para o mundo moderno.


CARLOS AUGUSTO DE FIGUEIREDO MONTEIRO
TEORIA E CLIMA URBANO (1976)

Os estudos na área de Climatologia contribuem, de forma cada vez mais intensa, no entendimento das relações dos eventos climáticos com a sociedade.


MARCOS ALEXANDRE MILANESI E EMERSON GALVANI
IN CLIMATOLOGIA APLICADA: RESGATE AOS ESTUDOS DE CASO (2012)

Le temps est une combinaison éphémere (um instant ou quelques jours, sulvant l´approximation), mais concréte...Le climat, au contraire, n´apparait qu´anprés l´´tude patiente ET methodique d´une longue período...


PIERRE PÉDELABORDE (1970)
INTRODUCTION A L´ÉTUDE SCIENTIFIQUE DU CLIMAT

Conhecer a atmosfera do planeta Terra é uma das aspirações que vêm sendo perseguidas pela humanidade desde os tempos mais remotos.


FRANCISCO MENDONÇA E INÊS MORESCO DANNI-OLIVEIRA (2007)
CLIMATOLOGIA:NOÇÕES BÁSICAS E CLIMAS DO BRASIL

Em nenhuma parte do mundo o regime de precipitação pluviométrica é distribuído igualmente.


EDMON NIMER E ANA MARIA P.M. BRANDÃO
BALANÇO HÍDRICO E CLIMA DA REGIÃO DOS CERRADOS (1989)

Oscilação Madden-Julian - Palestra online (IAG-USP)

O Departamento de Ciências Atmosféricas - IAG / USP apresenta a palestra online sobre a Oscilação Madden-Julian, com o Prof. Dr. Pedro Dias.



Data: Quinta-feira, dia 19 de novembro de 2020, às 18h00 (horário de Brasília).



Link do canal do YouTube do Departamento de Ciências Atmosféricas: https://www.youtube.com/c/DepartamentodeCiênciasAtmosféricasIAGUSP/live



Link para a transmissão: https://youtu.be/rfKpgGVXUAc



Resumo: A variabilidade intrasazonal (VI) da atmosfera (período da ordem de 20 a 70 dias) tem atraído a atenção dos meteorologistas há décadas e muitos respostas sobre sua origem e previsibilidade permanecem evasivas. A oscilação de Madden-Julian (MJO) é parte da variabilidade intrasazonal e se refere essencialmente ao fenômeno concentrado na região equatorial. Entretanto, através de mecanismos de teleconexão atmosférica, os efeitos são percebidos em latitudes subtropicais e medias. Na realidade, há uma multiplicidade de mecanismos que produzem VI: é um fantástico exemplo de fenômeno multiescala (espaço e tempo) na atmosfera, multifísica (interações entre componentes do sistema climático Terrestre). Vamos acompanhar a evolução histórica dos conceitos fundamentais sobre a variabilidade intrasazonal e abordar algumas das principais perguntas científicas sobre o que fazer para aprimorar a previsibildade atmosférica na escala S2S (subseasonal to seasonal).



Acompanhe a Associação Brasileira de Climatologia nas redes sociais:

Facebook [https://www.facebook.com/abclimatologia]

Instagram [@abclimatologia]

YouTube [https://www.youtube.com/channel/UCX9jkpyF3Ou5xayX2prQ9vg]

Filie-se pelo site www.abclima.ggf.br

© 2021 - ABClima - Todos os direitos reservados.
Idealização e desenvolvimento: Charlei A. da Silva (2013/2014)
Programação: Excla!m